Fungos

A micose é uma infecção causada por fungos, que se alimentam da queratina das unhas. As unhas dos pés são as mais afetadas por enfrentarem ambientes úmidos, escuros e quentes com maior frequência do que das mãos.
É uma infecção comum, acometendo cerca de 10% da população adulta e 20% dos idosos. Pode causar dor, desconforto e destruição da unha, provocando modicações importantes, que podem ter um impacto signicativo na qualidade de vida.

• Descolamento da unha: a unha fica ôca e começa a se separar da carne, geralmente iniciando pelos cantos.

• Espessamento da unha: a unha fica grossa, podem escurecer e doer devido à pressão dentro do calçado.

• Formação de manchas na unha: a unha fica com manchas brancas, escuras, amarelas ou esverdeadas.

• Deformação e destruição da unha: perdem a sua forma natural. Fica frágil, escamativa e quebradiça, causando deformidades.

A micose de unha pode ser transmitida de uma pessoa para outra, quando compartilham lixas, toalhas, calçados, chinelos, meias, esmalte, cortadores de unha, tapetes, box de chuveiro, piscinas, saunas e clubes.

Lavar os pés diariamente e secar bem entre os dedos e ao redor das unhas – a umidade causa mau cheiro, micoses e frieiras. Nunca deixar os pés secarem espontaneamente. Usar apenas meias de algodão, que absorvem o suor.
Troque-as todos os dias. Pode ser usado o secador de cabelos para secar as unhas e entre os dedos, mas somente se a pessoa não for diabética.

• Nos vestiários e chuveiros comuns, devem sempre usar chinelos (academias, clubes, hoteis).

• Lavar os pés regularmente e secar com cuidado (se preciso usar o secador de cabelos).

• Usar meias de algodão (absorvem o suor) e trocá-las todos os dias.

• Mantenha as unhas curtas. Usar somente alicates ou cortadores, lixas, esterilizados ou descartáveis.

• Não compartilhar utensílios para as unhas (alicates, tesouras, lixas, esmaltes).

Use sapatos confortáveis – quando apertados, dicultam a circulação do sangue nos dedos e causa pequenos machucados. Apertam as unhas e tendem a esquentar a região da ponta dos pés. O calçado deve ser 1cm maior na frente, para permitir a movimentação dos dedos. Após o uso, limpe-os por dentro, com solução de Lysoform (vendida em supermercados).
Passe Lysol spray dentro do calçado, e deixe dentro de um saco plástico fechado, por 24 horas. Alterne o uso do calçado diariamente para que eles possam secar. Deixe secar e mantenha-os arejados. Coloque-os no sol quando possível.

Importante: o calçado é uma fonte de recontaminação das unhas. Se estes cuidados de higiene com os pés e calçados não forem tomados, os fungos irão voltar.

 

Pessoas que suam muito nos pés; que apresentam frieira (pé de atleta); diabetes mellitus; idade avançada, portadores de HIV; uso de drogas imunossupressoras, problemas imunológicos; histórico familiar de onicomicose; psoríase; problemas de circulação sanguínea dos membros inferiores.
Atletas também são um grupo de risco para onicomicose.

Após feito o diagnóstico, o médico indicará o melhor tratamento, que dependerá do quanto a unha está afetada pelos fungos. Diversos produtos como esmaltes, soluções, cremes e comprimidos podem ser utilizados dependendo do tipo de fungo.
Como as unhas dos pés crescem mais lentamente (leva em média 10 meses para substituir totalmente), é importante que o tratamento seja mantido pelo tempo recomendado.
Como o tempo total de tratamento é longo, muitas vezes, é abandonado pelo paciente . Não interrompa por conta própria. A taxa de reinfecção pode chegar a 50%, mesmo depois de curada a micose de unha.
Por isso é muito importante manter continuamente os cuidados com higiene dos pés, calçados e ambiente.
A presença de fungo nas unhas é uma porta aberta para outras infecções. O dermatologista e o podólogo trabalham em conjunto.